quinta-feira, 19 de maio de 2016

MAMÍFEROS - MAMMALIA

Classe Mammalia

Com a extinção dos dinossauros, há cerca de 65 milhões de anos, o rumo da evolução foi modificado, abrindo caminho para a multiplicação da classe mais evoluída de vertebrados, os mamíferos (possuidores de glândulas mamárias). Durante toda a era dos répteis, pequenos mamíferos conviveram com os dinossauros. Os espaços vazios (nichos) que eles podiam ocupar eram muito escassos, pois os habitats terrestres eram ocupados pelos grandes répteis. Somente após o desaparecimento dos dinossauros. Os mamíferos puderam, enfim, apossar-se dos locais nos habitats que ficaram vazios.

Assim, eles conseguiram evoluir e aumentar, progressivamente, tanto em tamanho quanto em número de espécies até chegar à grande diversidade que hoje conhecemos.

Todos os mamíferos possuem três características que não são encontradas em outros animais (APOMORFIAS):


1) A Produção de leite através de glândulas mamárias;

2) Pêlos formados por queratina, e especializados em funções diferentes: proteção contra a insolação, manutenção da temperatura, defesa (ouriço),

3) Três ossos no ouvido médio (martelo, bigorna e estribo).

Outras características encontradas nos mamíferos:

1) Presença de dentes diferenciados (incisivos, caninos, molares e pré-molares).
2) Mandíbula inferior formada por um único osso; 
3) Existência do diafragma (músculo que separa a cavidade abdominal da torácica);  
           
4) Pulmões revestidos de pleura;    
                                                                                                       
5) Epiglote controlando e separando a passagem de alimento e de ar;  
6) Cérebro altamente desenvolvido;   
                                                      
7) Endotermia e homeotermia (temperatura constante independente do ambiente);     
  
8) Sexos separados e dimorfismo sexual
9) Sexo do embrião determinado pela presença  dos cromossomos X ou Y;  
10) Fertilização interna; 
                                              
11) Presença de glândulas: mamárias, sebáceas, sudoríparas e odoríferas.
12) Circulação dupla e completa, com o coração apresentando quatro cavidades (2 Átrios e 2 Ventrículos sem mistura de sangue venoso e arterial)
13) Presença de diafragma separando a cavidade torácica da cavidade abdominal;
14) Encéfalo altamente desenvolvido, mostrando numerosas circunvoluções que dão maior extensão à superfície ou córtex cerebral.
CARACTERÍSTICAS DA CLASSE MAMMALIA 

1. Glândulas mamárias - fêmeas produzem leite para os filhotes
2. Possuem pelos no epitélio de revestimento (evitam a perda de calor).
3. Maioria terrestre (alguns podem voar ou viver na água)
4. Tamanho e peso bem variados (musaranho - 10 cm e 3 g; baleia-azul - 30 m e 200 t)
5. Queratina presente na pele - torna a pele seca (proteção contra bactérias).
A pele é mole, fina , pluriestratificada com queratina e com pelos. Na pele estão presentes glândulas sebáceas que secretam ácido graxo que protege e impermeabiliza a pele e os pelos (função bacteríostática). As glândulas sudoríparas secretam água e sais para a regulação da temperatura corporal. A pele pode ser divida, para fins de estudo, nas seguntes partes:
Epiderme
 Derme (camada intermediária) camada intermédia da pele, localizada logo abaixo da epiderme. É responsável por cerca de 90% da espessura cutânea. Substâncias como o colagénio e a elastina, que conferem elasticidade à pele, estão aqui localizadas. É nesta camada que o padrão predominante de fibras de colágeno determina a tensão característica e as rugas da pele. As linhas de clivagem (também denominadas linhas de tensão ou linhas de Langer) tendem a ser longitudinais espirais nos membros e transversais no pescoço e no tronco. As linhas de clivagem nos cotovelos, joelhos, tornozelos e punhos são paralelos às pregas transversais que surgem quando os membros são fletidos; flexione seu punho e verá várias delas.
6. São homeotérmicos (mantém a temperatura do corpo constante) e endotérmicos (retiram o calor do interior do organismo).
e Hipoderme  ou tecido celular subcutâneo é uma camada de tecido conjuntivo frouxo localizado abaixo da derme, unindo-a de maneira pouco firme aos órgãos adjacentes.
 Tipos de Epitelio mostrando a camada da epiderme
Localização dos diferentes epitélios no corpo dos animais
 7. Glândulas sudoríparas (produzem o suor, que ajuda a manter a temperatura do corpo estável), glândulas sebáceas (produzem uma ácido graxo que lubrifica os pelos, ajuda  a impermeabilizar a pele e impede a penetração de bactérias) e glândula odoríferas (responsáveis pelo cheiro característico dos mamíferos: ácido caprílico)
8. Tecido adiposo - células, sob a pele, que armazena gordura (funciona como isolante térmico)
9. Diversos tipos de dentes (incisivos, caninos, pré-molares e molares) que se fixam em alvéolos, especializados na forma e com diferentes funções, adaptados ao tipo de alimentação do animal; dentição diferenciada (Heterodontes).
Exemplos de dentição em mamíferos 

10. A digestão começa na boca, através da saliva e os dentes, passa por diversos processos, incluindo enzimas digestivas liberadas por diversos órgãos e a absorção do alimento no intestino delgado até os resíduos serem liberados pelo intestino grosso através do ânus.
11. Todos os mamíferos possuem pulmões alveolares bem desenvolvidos.
12. Coração com dois átrios e dois ventrículos, sangue arterial separado do sangue venoso.
13. Sistema urinário formado por dois rins, dois ureteres, uma bexiga urinária e uma uretra.
14. Sistema nervoso - encéfalo (cérebro - parte melhor desenvolvida; cerebelo; bulbo; ponte), medula nervosa e nervos.
 Evolução do Cérebro nos vertebrados, observe as modificações ocorridas entre as duas espécies de mamíferos.

15. Grande capacidade de aprendizado.
16. Fecundação interna - a grande maioria vivípara, filhotes se desenvolvem e se nutrem nas mães
17. Por meio da placenta, o embrião se alimenta e respira. Também despeja gás carbônico e outros resíduos por ela. A comunicação do embrião e a placenta é feita por meio do cordão umbilical.

18. Principais grupos:
               Prototérios: Não apresentam mamilos, porém apresentam glândulas mamárias. Únicos mamíferos ovíparos, apresentam cloaca.
               Metatérios: placenta pouco desenvolvida, o embrião completa seu desenvolvimento dentro de uma bolsa (o marsúpio) onde se encontram as glândulas mamárias.
               Eutérios: são a maioria dos mamíferos. São vivíparos, apresentam placenta bem desenvolvida.

 Com base na tabela acima escreva nos retângulos as características evolutivas que separam esses táxons uns dos outros. A tartaruga é um réptil e está colocada no cladograma como um grupo irmão dos mamíferos.


Bibliografia

Texto produzido pelo Al Martins # 90132 
STORER, T. I. e USINGER, R. L.  Zoologia Geral. São Paulo, Coompania Editora Nacional, 1978.
https://prezi.com/huqtb7yniyc2/mastozoo-aula-2-origem-e-evolucao/


0 comentários:

Postar um comentário