quinta-feira, 6 de abril de 2017

REINO PROTOCTISTA

PROTOCTISTAS





PROTOCTISTA é um termo informal para qualquer organismo eucarioto que não é uma bactéria, animal, planta ou fungo. 
Os protistas não formam um grupo natural ou clado, todavia, frequentemente são agrupados juntos por conveniência, com algas ou protozoários. 
Em alguns sistemas de classificação biológica tal como o popular esquema de cinco reinos proposto por Robert Whittaker em 1969, os protistas estão listados num reino chamado Protista, composto por organismos que são unicelulares ou unicelulares-coloniais e que não formam tecidos. 
Além do nível de organização relativamente simples os Protistas não apresentam quase nada em comum (não são relacionados filogeneticamente, apresentam diferentes ciclos de vida, estão em níveis tróficos distintos, modos de locomoção e estrutura celular diferenciada). 
No sistema de classificação de Lynn Margulis, o termo "protista" é reservado para organismos microscópicos enquanto que o termo mais inclusivo PROTOCTISTA é aplicado ao reino biológico o qual inclui certos eucariotos multicelulares maiores (tais como algas kelp, algas vermelhas, sargaço, e "slime mold" (bolores aquáticos) e protozoários. 
No âmbito da cladística não existe nenhum termo equivalente ao taxa Protista ou Protoctista, ambos os termos referem-se a grupos parafiléticos; grupos que se distribuem por toda a árvore da vida eucariota. 
Na classificação cladística o conteúdo dos Protistas está distribuído entre vários supergrupos (entre eles pode-se citar os SAR=(Ciliophoora = Paramecium),  Archaeoplastida, Excavata, Opisthokonta etc.) e os grupos Protoctista, Protista e Protozoa são considerados obsoletos. 
Entretanto, o termo Protoctista ou Protista, continua sendo usado informalmente como um termo abrangente para "microrganismo eucarioto", por ex., na frase: "protista patogênico" o termo é usado para denotar qualquer doença causada por um microrganismo o qual não é nem vírus, viroide bactéria, fungo ou metazoa. 



Algas e Protozoários
(Fonte Blog de meus ex-alunos: http://sobio.tumblr.com/)


Características Gerais  

1. Eucariotos
2. Organismos unicelulares, multicelulares e coloniais
3. Origem polifilética
4. Quanto a nutrição podem ser:
Holozóicos ou Heterotróficos
Necessitam obter alimento já sintetizado por outro organismo, capturando partículas alimentares (orgânicas) por endocitose: fagocitose (ingestão de partículas solidas ou pinocitose (ingestão de alimento líquido) do ambiente, depois de digeridas o resíduo é laçado para fora da céula clasmocitose (exocitose).  
Saprozóica
Alimentam-se de substâncias orgânicas em decomposição. 


5. Digestão intracelularA digestão ocorre dentro da célula, com auxilio de lisossomas que secretam enzimas digestivas e lançam sobre o vacúolo digestivo (onde se encontra o alimento a ser digerido). 
     Digestão intracelular em um protozoário (Paramecium sp.) hipotético. 


Características gerais dos protoctistas 



O Reino Protoctista é constituído por organismos eucariotos, unicelulares ou pluricelulares, parasitas ou de vida livre, que podem habitar água doce e salgada ou locais úmidos. Estes organismos apresentam várias origens evolutivas distintas representando uma origem polifilética para o grupo. Uma característica importante no reino é a pluricelularidade ou multicelularidade, embora uma grande maioria sejam unicelulares e unicelulares-coloniais.   



Importância ecológica 



As algas unicelulares e pluricelulares são autótrofas fotossintetizantes, e consequentemente são a base das cadeias alimentares de ambientes aquáticos, i.e., são organismos produtores. São também responsáveis por 85 a 90% da fotossíntese realizada no planeta, sendo creditadas a elas a manutenção da quantidade de oxigênio presente na atmosfera de nosso planeta (21%). Importância econômica das algas. Algas pardas, verdes e vermelhas podem ser utilizadas na alimentação humana, integrantes do sushi e sopas. Além disso, algumas espécies de algas pluricelulares apresentam em suas parede celular, substâncias de interesse econômico como o Agar e carragenina. 

REPRODUÇÃO DOS PROTOCTISTAS

Reprodução Assexuada 

Divisão binária, no caso de algas unicelulares e algas filamentosas em que uma célula se divide originando duas iguais. 
Fragmentação do talo, em que um fragmento da alga pode regenerar um novo talo. 
Reprodução por zoosporia, caracteriza-se pela produção de ZOÓSPOROS, células flageladas livre natantes que têm a capacidade de se desenvolver originando um novo indivíduo adulto chamado. 

Reprodução Sexuada 

Por conjugação, em que há a diferenciação de certas células de um filamento em gametas masculinos e femininos, que se unem, originando um zigoto diploide. Este, por sua vez, dá origem a novos talos.

Metagênese ou alternância de gerações

Neste tipo de reprodução ocorre a alternância de indivíduos adultos haplóides (n), os gametófitos (“organismo que produz gametas” ) e indivíduos adultos diplóides (2n), os esporófitos (“organismo que produz esporos”). Neste caso, os gametófitos (n) produzem gametas livre natantes, haplóides (n), que após a fecundação originam um zigoto (2n). O zigoto se desenvolve e origina um esporófito (2n), que produz esporos através da meiose (n). Os esporos são liberados no meio e germinam originando gametófitos.

Ulva lactuca 



Metagênese em Ulva lactuca. 

MODO DE DESLOCAMENTO NOS PROTOCTISTAS 





Protistas usam vários metodos para deslocamento. (a) Paramecium ondas de apêndices ciliares (cilios plural cilia) para propelir-se. (b) Amoeba usa pseudópodes semelhantes a lobos para ancorar-se a si própria à superfícies sólidas e lançar-se para frente. (c) Euglena sp usa um chicote (semelhante a uma cauda) chamado flagelo para propelir-se.


Fotografia e esquema mostrando as partes de uma Euglena sp ao microscópio ótico.




CLASSIFICAÇÃO 








Classificação dos Protoctistas (reino polifilético)





Resumo

Características gerais 


Eucariotos 

Unicelulares de pluricelulares e coloniais 

Origem Polifilética 

Autotróficos, heterotróficos ou holozoicos, saprozóicos 

Digestão intracelular











Alguns representantes de protoctistas








0 comentários:

Postar um comentário