quinta-feira, 19 de maio de 2016

NEMATÓIDES

FILO NEMATODA (NEMATHELMINTHOS)  NEMATÓIDES 
Ciclo de vida de um nematóide (Ascaris lumbricoides
(Fonte: internet)


Ciclo da Ascaridíase
1- A ingestão de água ou alimento (frutas e verduras) contaminados com ovos de Ascaris lumbricoides (introduz ovos de lombriga no tubo digestório humano).  
2- No intestino delgado, cada ovo se rompe (eclode) e libera uma larva.
3- Cada larva penetra (perfura) no revestimento intestinal e cai na corrente sanguínea, atingindo fígado, coração e pulmões, onde sofre algumas mudanças de cutícula e aumenta de tamanho.
4- Permanece algum tempo nos alvéolos pulmonares podendo causar sintomas semelhantes ao de pneumonia.
5- Abandonam os alvéolos passando para os brônquios, traquéia, laringe (onde provocam tosse com o movimento que executam) e chegam a faringe.
6- Em seguida, são deglutidas (engolidas) e atingem o intestino delgado, onde crescem e se transformam em vermes adultos. 
7- Após o acasalamento, a fêmea inicia a liberação dos ovos. Cerca de 15.000 por dia. Todo esse ciclo que começou com a ingestão de ovos, até a formação de adultos, dura cerca de 2 meses.
8-Os ovos são eliminados com as fezes. Dentro de cada ovo, dotado de casca protetora, ocorre o desenvolvimento de um embrião que, após algum tempo, origina uma larva.
9- Ovos contidos nas fezes contaminam a água que pode ser usada para regar plantas e contaminar alimentos utilizados pelo homem ou animais.  
Sintomas
A maioria das infecções são assintomática. Do ovo eclode uma larva no intestino delgado, penetra a mucosa e por via venosa alcança o fígado, o coração e o pulmão de onde alcança, depois de algum tempo, os brônquios. Junto com as secreções respiratórias são deglutidas e atingem o intestino onde crescem chegando ao tamanho adulto. Em algumas situações podem surgir sintomas  como dor de barriga, diarréia, náuseas, falta de apetite ou nenhum sintoma. Quando há grande número de vermes pode haver quadro de obstrução intestinal. A larva pode irritar as vias respiratórias, fazendo o indivíduo apresentar tosse, catarro com sangue ou crise de asma. Se uma larva obstruir o colédoco pode haver icterícia obstrutiva. 
Diagnóstico
A presença de ovos de Ascaris nas fezes indica que o indivíduo está infectado com o parasita. O exame é feito em laboratório por técnicos especializados.
 Tratamento
Existem remédios específicos para erradicar a larva do organismo humano, todos por via oral, por ex.: Albendazol (ovocida, larvicida e vermicida), 400 mg/dia, em dose única para adultos; em crianças, 10 mg/kg, dose única; Mebendazol, 100 mg, 2 vezes ao dia, durante 3 dias consecutivos. Não é recomendado seu uso em gestantes. Essa dose independe do peso corporal e da idade. Levamizol, 150 mg, VO, em dose única para adultos; crianças abaixo de 8 anos, 40 mg; acima de 8 anos, 80mg, também em dose única. Tratamento da obstrução intestinal: Piperazina, 100 mg/kg/dia + óleo mineral, 40 a 60 ml/dia + antiespasmódicos + hidratação. Nesse caso, estão indicados sonda nasogástrica e jejum + Mebendazol, 200 mg ao dia, dividido em 2 tomadas, por 3 dias. 
Estudos clínicos mostram que o Albendazol é efetivo no tratamento de infecções por Ascaris lumbricoidesTrichuris trichiuraEnterobius vermiculares, Ancylostoma duodenale, Necator americanus, Taenia spp e Strongyloides stercoralis. Além disso, também tem demonstrado ser eficaz no tratamento de infecções por Giardia duodenalis em crianças. 
Como se previne? 
Através de medidas de saneamento básico: 
É necessário, também, fazer o tratamento de todos os portadores da doença. A ascaridíase está mais presente em regiões de clima tropical e subtropical. As más condições de higiene e a utilização das fezes como adubo contribuem para a prevalência dessa verminose nos países do terceiro mundo.



Morfologia 

Dimorfismo sexual

Características gerais dos Nematóides


Do grego: 
Νεμάθοσ: nematos = fio, linha e 
ἕλμινς, raiz de ἑλμινθ: helminth = verme.


1.TRIBLÁSTICOS
Possuem três folhetos embrionários (triblásticos) no embrião. 

2. CORPO COM SEÇÃO CILÍNDRICA
Corpo com seção cilíndrica afilado nas extremidades (corpo filiforme ou fusiforme)

3. SISTEMA DIGESTÓRIO COMPLETO
Apresentam tubo digestório completo, com boca intestino e ânus, (o que representa uma inovação em relação aos platelmintos).

4. DIGESTÃO EXTRACELULAR
A digestão se da na luz do intestino onde há secreção de enzimas digestivas que atuam sobre o alimento.  
 
5. SISTEMA NERVOSO: ANEL NERVOSO PERIESOFAGIANO
O sistema nervoso dos nematóides é formado por um anel nervoso ao redor da faringe e por dois cordões longitudinais (um cordão dorsal e um ventral).

6. MUSCULATURA BEM DESENVOLVIDA
Músculos longitudinais e circulares o que os possibilita se deslocar facilmente entre os tecidos dos seus hospedeiros, músculos possibilitam apenas movimento (flexão)  dorsoventral, sem movimentos laterais.  

Visão da parte anterior de um nematóide
 (Rupert. E. E & Barnes R. D.(1994) Invertebrate Zoology)

5. GERALMENTE DIÓICOS 
Sexos separados e fecundação é interna.

6. MODO DE VIDA
VIDA LIVRE E PARASITA (PLANTAS E ANIMAIS)


7. CUTÍCULA
Apresentam o corpo totalmente revestido por uma cutícula fina e dura e que pode ser trocada de tempos em tempos.
(Esse fato levou alguns pesquisadores a criarem um novo clado chamado ECDYSOZOA (que compreede os nematóides e os artrópodes)). A cutícula é uma adaptação essencial para a vida parasitária (para não ser atacado pelos ácidos secretados pelos tecidos do hospedeiro e também para evitar a abrasão promovida pelo deslocamento no solo naqueles de vida livre).

Os nematóides formam o grupo mais numeroso do mundo animal, o filo Nematoda, chegando a 20 milhões de indivíduos – geralmente menores que um milímetro – por metro quadrado de solo. São organismos aquáticos que vivem nos mais diferentes habitats e podem afetar todas as partes de uma planta, parasitando, principalmente, órgãos subterrâneos como raízes, rizomas, tubérculos e bulbos, além da parte aérea, como caules, folhas, flores e sementes.
Esses nematóides incluem uma minoria que pode causar doenças aos seres humanos e demais animais. Infelizmente, o estudo desses organismos patogênicos é complicado, dada a grande similaridade morfológica que apresentam, onde a classificação entre as diversas espécies é por demais trabalhosa. Isso faz com que descobrir se nematóides estão presentes em um solo de uma determinada área – e classificá-los – torna-se extremamente demorado, exigindo muito tempo e muita técnica.




Resumo
Os Nematoda (ou nematóides) são um filo de metazoários que apresentam o corpo com seção cilíndrica além disso possuem corpo alongados (em forma de fio e afilado nas estremidades). Antigamente eram colocados, juntamente com outros grupos, no filo Nemathelminthes (nematelmintos), nome hoje em desuso.
Possuem corpo não segmentado e revestido com cutícula quitinosa resistente. Apresentam sistema digestório completo com boca e ânus. O sistema nervoso desses organismos é em formato de anel circundando a faringe (sistema nervoso perifaringeado ou periesofagiano) e cordões nervosos longitudinais que partem desse anel percorrendo o corpo anterior e posteriormente. Apresentam músculos especializados e movimentos mais refinados do que os filos que os precederam na evolução. O sistema muscular responsável pela locomoção está estruturado em camadas musculares circulares e longitudinais localizadas logo abaixo da epiderme. Contrações desses músculos permitem movimentos de flexão dorsoventral e portanto não há movimentos laterais.
Esse filo não apresenta nenhum tipo de célula ciliada ou flagelada, e mesmo os gametas masculinos (espermatozóides) só se movimentam através de movimentos amebóides via pseudópodes. Os nematóides não apresentam sistema circulatório, nem sangue, nem sistema respiratório. São animais Triblásticos, Protostômios e Pseudocelomados.



 
ALGUNS NEMATÓIDES PARASITAS HUMANOS


NEMATÓIDES PARASITAS HUMANOS
Espécie e tamanho máximo
Doença
Principais sintomas
Transmissão
Profilaxia
Ascaris lumbricoides
(lombriga 30cm)
Ascaridiose ou ascaridíase
Bronquite, complicações pulmonares, convulsões, cólicas, enjoo, obstrução intestinal.
Via oral pela ingestão de ovos do parasita.
Higiene pessoal; uso de sanitários.
Ancylostoma duodenale (15mm) e Necator americanus (15mm)
Ancilostomose (opilção, amarelão)
Ulceração intestinais, diarreia, anemia, enfraquecimento, geofagia (hábito de comer terra)
As larvas rabditóides penetram na pele.
Uso de calçados; uso de sanitários.
Ancylostma brasiliensis (12mm)
Dermatite serpiginosa (bicho geográfico)
Parasita normal do cão; parasita acidental da pele humana onde causa prurido e infecção.
As larvas migrans penetram na pele.
Evitar contado da pele com areia das praias frequentadas por cães.
Wuchereria bancrofti (filária) (10mm)
Filariose (elefantíase)
Linfagite, linforragia, edema nas pernas, seios e escroto.
Pela picada do Culex fatigans (pernilongo);.
Uso de inseticida (controle do pernilongo)
Enterobius vermicularis (Oxyurus vermicularis) (2cm)
Enterobiose (oxirose)
Forte irritação e prurido anal, disturbios intestinais.
Ingestão de ovos do parasita.
Higiene pessoal.
Strongyloides stercoralis (2,5mm)
Estrongiloidose
Distúrbios gastrointestinais, anemia, lesões pulmonares.
As larvas filariformes penetram na pele.
Higiene pessoal e uso de sanitários.

Fonte: Adaptado de diversas fontes


ATIVIDADE

1. Com o seu material (caderno, livros, apostilas) em mãos  e observando o ciclo de vida de um nematóide apresentado em aula (e na abertura do capítulo) faça os seguintes exercícios:

a) O ciclo representa que tipo de verme nematelminto?


b) Explique detalhadamente o ciclo de vida representado e descreva onde podemos atuar para evitar a contaminação.


c) Cite 3 características desse filo e explique-as.


 Ciclo de vida de Ascaris lumbricoides (nematóide parasita humano)
(fonte desconhecida)


2. Defina os termos: Triblásticos, Protostômios e Pseudocelomados.







Bibliografia

Rupert, E. E. and Barnes, R. D. Invertebrate Zoology. Toronto, Saunders College Publ., 1994.

Storer, T. e Usinger, R. L. Zoologia Geral. São Paulo, Companhia Editora Nacional, 1984.

http://ceticismo.net/2009/11/21/cientistas-pesquisam-a-origem-dos-nematodeos/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Nematoda


0 comentários:

Postar um comentário